Alunos dos ensinos fundamental e médio já podem se inscrever na 20ª edição da Olímpiada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), quuue será realizada no dia 19 de maio. As escolas precisam fazer a inscrição por meio do site do evento até o dia 19 de março.

Os melhores classificados irão representar o Brasil nas Olimpíadas Internacional de Astronomia e Astrofísica e Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica de 2018. Além disso, os participantes também irão concorrer a vagas nas Jornadas Espaciais de São José dos Campos, em São Paulo, onde assistirão palestras e receberão material próprio.

As provas estão divididas em quatro níveis, três para os alunos do fundamental e um para os do médio, com dez perguntas cada: três de astronáutica e sete de astronomia. A maioria delas, porém, exige apenas raciocínio lógico. As medalhas são distribuídas de acordo com a classificação em cada um dos níveis.

A competição é de fase única e pode ser realizada nas próprias escolas até o dia 19 de maio. Além do certificado recebido por todos, aqueles que conseguirem percorrer as maiores distância recebrão medalhas. Os vencedores do ensino médio serão convidados a participar da Jornada de Foguetes, na cidade de Barra do Piraí, no Rio de Janeiro.

Em 2016, o Brasil ficou em primeiro lugar nas olímpiadas latino-americanas, realizadas na Argentina, levando para casa cinco medalhas. Em 2015, a equipe brasileira recebeu menção honrosa nas olímpiadas internacionais, sediadas na Indonésia, quando teve que construir um telescópio sozinha.

Em 20 anos de existência, a OBA já distribuiu cerca de 40 mil de medalhas e recebeu oito milhões de participantes entre alunos da escola pública e privada. Segundo os organizadores, o objetivo é estimular o interesse pela área nos jovens.

As inscrições para a 11ª Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG) também estão abertas e vão até o dia 19 de março. O mesmo procedimento deve ser realizado no site da OBA. Nela, alunos e professores desenvolvem e lançam foguetes de diferentes materiais.