O secretário de Estado da Educação, Eduardo Deschamps, juntamente com o presidente do Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina (CIASC), Ivan César Ranzolin, apresentaram na manhã desta terça-feira, 28, as ações na tecnologia e inovação voltadas para as escolas da rede pública estadual. As novidades são a ampliação na conectividade das escolas com mais de 1 mil alunos, que passarão a ter velocidade de 100 mbps, e a Pré Matrícula On Line nas 39 escolas de Florianópolis.

“Este ano já aumentamos a velocidade da internet de uma série de escolas, mas precisamos melhorar ainda mais este processo. Por isso, esta ação, em parceria com o Ciasc, que vai beneficiar mais de 100 mil alunos e milhares de professores”, comenta Deschamps. Neste primeiro momento, o aumento da velocidade será para as 100 escolas com mais de 1 mil alunos cada, além das ofertantes de Ensino Médio Integral em Tempo Integral (EMITI) e com Novo modelo de Ensino Médio Integrado a Educação Profissional (EMIEP).

“A outra novidade é para o cidadão. Vamos testar primeiramente nas 39 escolas da cidade de Florianópolis, para depois ampliar para o resto do Estado. A previsão é recebermos cerca de 8 mil novas matrículas de forma on line, facilitando para os pais e agilizando o processo nas escolas”, explica o secretário ao falar da Pré Matrícula On Line que inicia às 9 horas do dia 30 de novembro e termina às 23h59 do dia 11 de dezembro.

O primeiro passo para fazer a matrícula on line é acessar o site matriculaonline.sed.sc.gov.br, fazer o cadastro, que será por ordem de acesso, na escola próxima da residência ou do trabalho dos responsáveis. Para garantir a matrícula o responsável preciso ir à Unidade Escolar entre os dias 12 e 15 de dezembro, com os documentos necessários (Comprovante de Ficha Cadastral); Certidão de Nascimento; Carteira de Identidade; Atestado de frequência com etapa/ano de 2017 ou histórico escolar; Comprovante de residência (até três meses anteriores a matrícula); 1 foto 3x4; Carteira de vacinação, para os estudantes do Ensino Fundamental; Fotocópia do CPF dos pais ou responsáveis).

39 escolas que farão Pré Matrícula On Line:

Instituto Estadual de Educação (IEE), EEB Aderbal Ramos da Silva, EEB América Dutra Machado, EEB Dayse Werner Salles, EEB De Muquem, EEB Dom Jaime de Barros Câmara, EEB Dr. Paulo Fontes, EEB Edith Gama Ramos, EEB Getúlio Vargas, EEB Hilda Teodoro Vieira, EEB Ildefonso Linhares, EEB Intendente José Fernandes, EEB Irineu Bornhausen, EEB Januária Teixeira da Rocha, EEB Jornalista Jairo Callado, EEB José Boiteux, EEB Jurema Cavalazzi, EEB Lauro Müller, EEB Leonor de Barros, EEB Padre Anchieta, EEB Pero Vaz de Caminha, EEB Porto do Rio Tavares, EEB Presidente Roosevelt, EEB Prof. Anibal Nunes Pires, EEB Prof. Henrique Stodieck, EEB Profª. Laura Lima, EEB Rosa Torres de Miranda, EEB Rosinha Campos, EEB Simão José Hess, EEB Tenente Almáchio, EEF Baldicero Filomeno, EEF Gen. José Vieira da Rosa, EEB Julio da Costa Neves, EEF Severo Honorato da Costa, EEM Antônio Paschoal Apóstolo, EEM Henrique Veras, EEM Jacó Anderle, EEM João Gonçalves Pinheiro e EEM Pref Acácio Garibaldi Sao Thiago.

“Este ano 306 mil alunos da rede estadual fizeram a sua rematrícula de forma on line. O que queremos é seguir este modelo, por isso estamos iniciando este processo de forma piloto”, afirma o diretor de Tecnologia e Inovação da SED, Francisco Reis Von Hertwig.

Outra ação voltada para ampliar o uso de tecnologia nas escolas é a aquisição de equipamentos de tecnologia para as unidades escolares. Está em processo a aquisição de materiais como: computadores, aparelho de som, estabilizador de energia, impressora 3D, laser e multifuncional laser colorida, câmera digital, lousa digital, notebook básico, projetor multimedia, tablet, TV led 55" full hd, webcam hd 720p com microfone,  telefone, entre outros.

Exemplo para outras Secretarias

Em agosto, a Secretaria da Educação adotou um novo modelo de contagem da alimentação escolar. Por meio da leitura eletrônica das câmeras digitais de tablets via QR Code ou por código de barras é possível, a partir de um plicativo, realizar a contagem automática das refeições servidas aos alunos. O projeto foi desenvolvido em parceria com o Ciasc e visa tornar o processo de contagem da alimentação escolar mais ágil, econômico e transparente, além de calcular precisamente os valores investidos em alimentação.

“Cada estudante participante do programa possui sua própria Carteira de Identificação Estudantil emitida pelo Sigesc o que garante precisão na contagem e grande redução no desperdício, além de gerar dados sobe a nutrição de cada um destes alunos”, explica o diretor de Articulação com os Municípios, Osmar Matiola. Cerca de 400 unidades escolares trabalham com esta facilidade que se tornou exemplo para outros estados, como Pernambuco que enviou uma equipe para conhecer o aplicativo. Na semana passada, Matiola acompanhou a visita de profissionais da Secretaria de Estado da Educação de Pernambuco, que estiveram em Santa Catarina para conhecer o projeto, buscando substituir o atual sistema de contagem, que utiliza fichas, por um similar ao implantado por aqui.

Matrículas abertas para 1.073 escolas

Além das matrículas on line, no dia 30 de novembro abrem as matrículas para as demais unidades escolares do estado. Até o dia 11 de dezembro, os responsáveis poderão efetuar a matrículas no: Ensino Fundamental Anos Iniciais e Finais, Ensino Médio Regular, Inovador (EMI), Integrado a Educação Profissional (EMIEP) e Integral em Tempo Integral (EMITI), e ainda no Ensino de Jovens e Adultos (EJA).

Documentos necessários:

  • Certidão de Nascimento;
  • Carteira de Identidade;
  • Atestado de Frequência com indicação da etapa/ano em 2017 ou histórico escolar;
  • Comprovante de residência atualizado (até três meses anteriores a matrícula);
  • 1 foto 3x4; (opcional)
  • Carteira de vacinação, para os estudantes do Ensino Fundamental
  • Fotocópia do CPF dos pais ou responsáveis

A matrícula no 1º ano do Ensino Fundamental só será aceita aos alunos que completam 6 anos de idade até 31 de março de 2018, conforme legislação vigente. É preciso seguir os critérios de zoneamento.